2013 está nos seus últimos últimos suspiros e o décimo segundo nome a colocar suas mãozinhas em nossa fachada é o Kisso, ou Cássio Toshiyoka. Kisso, 36 anos, é artista gráfico e diretor de arte. Desde pequeno ilustrava as experiências de sua infância em Piratininga, interior de São Paulo, em qualquer superfície. Cresceu e seu universo particular passou a permear o do profissional de design, ilustração e arte, propondo mais do que traços, cores e combinações, mas também impacto social, sustentabilidade, emoção e reflexão.  Tem como forte a adoção de madeiras de demolição, descartadas em caçambas da cidade, como suporte para suas obras, mas as realiza também em papel, telas, murais e plataformas digitais com técnicas variadas como aquarela, nanquim, caneta, spray e qualquer outro que a sua criatividade permitir

Batemos um papinho com Kisso. Veja a seguir:

Qual a sua lembrança mais antiga em relação à arte?

Acho que é tão antiga que não me lembro hahahahahahah. Minha mãe diz que desenho desde os 3 anos, mas acho que minha primeira lembrança são dos desenhos do meu pai, que também ilustra por hobby.

Como crescer no interior te influenciou? Você acha que sua mudança para São Paulo se refletiu de alguma maneira em seu trabalho?

Crescer no interior foi muito bom, sempre tive um contato muito forte com a natureza, animais. Na minha infância e adolescência não tinha internet ainda, mas sempre dei um jeito de saber das coisas, me informar, tinha amigos que eram de SP e passavam férias lá. Minha mudança para São Paulo não afetou meu trabalho, mas me fez entrar no mundo do grafite com certeza! Sempre achei legal, mas não tinha a menor ideia de como fazer. Quando cheguei aqui foi aquele choque, vi que estava na hora de me arriscar, como ilustro minha vida toda, o grafite acabou sendo uma consequência, aprendi sozinho, como a maioria das coisas na minha vida, sempre fui autodidata.

Quais são as coisas ou pessoas que te inspiram/influenciam?
 Pessoas são muitas, fica até difícil e injusto citar só algumas. Já coisas, com certeza animais, monstros (kaijus japoneses de preferencia!), música, skate, design gráfico.

Ter uma formação em publicidade te ajudou no seu caminho, por exemplo a lidar com clientes?
Me ajudou a aperfeiçoar algumas técnicas, como ilustração digital e design gráfico, mas lidar com clientes acho que não. O mundo da publicidade é muito diferente do mundo das artes e do design gráfico, na publicidade o cliente te contrata porque quer um anúncio, uma peça, e não da muita importância para suas habilidades e até mesmo opinião, ele quer que alguém execute uma ideia dele basicamente, já quando te contratam pra fazer uma ilustração , a pessoa te escolheu porque gostou do seu trabalho e confia no seu talento e bom senso. Apesar de trabalhar a muito tempo com direção de arte, vejo cada vez mais que não é isso que quero para minha vida, minha meta é poder viver apenas da minha arte.

Que tipo de trabalho te dá mais prazer? Você tem uma peça favorita?

 Acho que ilustrar e grafitar, faço muito trabalhos de design gráfico como logos, ilustrações gráficas para aplicação em produtos, que gosto também, mas minha grande paixão é a arte mesmo. Minha peça favorita é sempre a última que fiz, hahahahhha.

Você é um consumidor de arte? Como as pessoas podem conseguir um trabalho seu?

 Acho que sim, queria poder consumir mais hahahahahhaha. As pessoas podem entrar em contato através de email ou telefone mesmo, esse ano vou me organizar melhor pra começar fazer contatos com galerias.

Você ouve música enquanto cria??
 Essa é uma pergunta engraçada. Sempre escutei muita música, mas ultimamente para criar não. Quando estou em casa ligo o som, mas quando saio para grafitar não.

Qual a primeira música que você ouviu hoje?

  Sick of Goodbyes do Sparklehorse.

Em qual lugar do mundo você gostaria de pintar uma parede?

 Acho que Londres e Nova York seria muito clichês, acho que na Rússia seria legal.

Como se preparou para a fachada da El Cabriton? Fez rascunho?
Fiz sim, sempre é melhor fazer um layout porque ganha-se tempo na execução e escolha das cores.

Pintar na rua é estar sujeito a intromissões e opiniões, isso te incomoda?

 Não, é engraçado ver a reação das pessoas, sempre muito diferente uma das outras, mas geralmente elogiam. Só é chato quando você está fazendo um trabalho pra alguém e chega uma galera e pede uma lata pra fazer um picho ali também hahahahaha, ai você tem que explicar que está fazendo um serviço e tal.

Ping Pong

Vermelho ou Azul? Vermelho

 Fundo Preto ou Branco? Branco

 Analógico ou Digital? Analógico, do meu tempo.

Canetão ou Spray? Spray

Rio ou São Paulo? SÃO PAULOOOOOO

Paul Mc Cartney ou John Lennon? Lennon

 Roberto Carlos ou Tremendão? Robertão

Xuxa ou Angélica? Nenhuma

 Pitfall ou Enduro? Pitfall!

Mussum ou Zacarias? Mussum

 Chaves ou Chapolin? Chaves

Oasis ou Radiohead? Ai você me apertou… mas Radiohead.

 Sheila Melo ou Sheila Carvalho?Carvalho, o mundo é das morenas.

Churrasco ou Salada? Churras!

Pelé ou Rivelino? Não curto futebol

 Pepê ou Nenêm? Oi????


Veja detalhes dessa belezinha:

foto 1

Como achar o Kisso:
http://mondokisso.com.br
https://www.facebook.com/toshiyoka?fref=ts

A festa da fachada de dezembro acontecerá excepcionalmente  no sábado!

Quando? Dia 07/12
Onde: Rua Augusta, 2008- São Paulo
Por que? Porque você pode conferir o trampo do Kisso de perto, tomar uma cervejinha, conhecer gente supimpa e ainda fazer compras com desconto ( a loja toda com 30%!!)

Confirme sua presença AQUI!

A equipe El Cabriton agradece à Kisso pela dedicação à fachada! 🙂